Descrição dos cursos oferecidos neste semestre:

Ministério Quíntuplo
Vivemos dias em que a liderança na igreja tem sido mal exercida. A falta de preparo para o exercício do ministério e a falta de definição clara de atribuições ou papéis têm levado a divisões de igrejas e denominações, direções nada ortodoxas e até o abuso de autoridade. A igreja não sabe como lidar com isso. A proposta de dons em Efésios 4.11 é um referencial que visa dar equilíbrio e direção para a liderança da igreja, especialmente por sua diversidade e complementaridade. Será que os dons de Efésios 4.11 se aplicam aos nossos dias e realmente representam uma solução para a condução equilibrada de igrejas menores em uma região específica?Este curso tem como tema e propósito elaborar uma proposta para a criação de uma estrutura de ministério plural com base em Efésios 4.11 para igrejas em uma região específica. Será feito um estudo da estrutura de liderança apresentada nas Escrituras (AT e NT) especialmente a que encontramos em Efésios 4.11. O trabalho também tem como alvo pesquisar a relação que há entre os dons ministeriais e as funções de liderança da igreja, especialmente através do estudo de termos como presbítero, bispo e pastor.

Desafios da liderança
Através deste estudo você desenvolverá um senso critico saudável para avaliar biblicamente sua liderança e a liderança no sentido mais amplo. Como resultado você poderá contribuir de forma significativa para que sua liderança e igreja local seja mais preparada para discernir práticas disfuncionais de liderança e também para acolher e tratar aqueles que sofreram algum tipo de abuso de liderança.

Igreja relevante
Este curso pleiteia em favor de uma igreja que se compreende como missionária, assumindo a tarefa missionária de Deus. O aluno irá: Engajar em uma reflexão sobre o desafio de “ser igreja” num mundo em constante mudança. Analisar a vida e missão de Jesus como modelo para a identidade pessoal e da igreja. Estudar as dimensões da tarefa da igreja missional e analizar algumas implicações práticas de cada dimensão para a própria igreja. Analisar a cultura do ponto de vista de suas camadas e avaliar as implicações para a abordagem missional da igreja. Refletir sobre o que determina a identidade de uma igreja local.Refletir sobre o relacionamento entre o evangelismo e a prática de boas obras.

Plantação de igrejas
Este curso, usando as palavras do missiólogo Johannes Reimer, pleiteia “em favor de uma igreja que se compreende como missionária, assumindo a tarefa missionária de Deus. Uma igreja que compreende os propósitos de Deus com este mundo e com as pessoas deste mundo, e que tenta colocá-Ios em prática. Walt Kallestad chamou-a de uma “igreja para os outros”. Uma igreja assim só pode ser pensada e implantada de forma cultural e socialmente relevante. Especialmente no contexto da “multiculturalidade da sociedade ocidental”. Parece [que] assim uma igreja consegue superar o cativeiro da sua própria autocentralidade. (Abraçando o Mundo, p. 12)

 

Inscrições encerradas!